Eleições 2022: pesquisa para deputado federal em MS

Com oito vagas para deputado (a) federal, os eleitores de Mato Grosso do Sul apontam suas preferências e colocam nas três primeiras posições a parlamentar tucana Rose Modesto (2,50%); o governador Reinaldo Azambuja, do PSDB (2,10%); e a ministra Tereza Cristina (2,05%). Nas posições seguintes, os mais próximos são: Beto Pereira (1,80%), Geraldo Resende (1,50%), Fábio Trad (1,30%) e Vander Loubet (1,00%). Abaixo de 1,00% e até acima de 0,20% foram citados: Professor Juari (0,90%), Carlos Marun (0,85%), Luiz Ovando (0,80%), Professor Riverton (0,75%), Zeca do PT (0,65%), Pedrossian Neto (0,40%), Delcídio do Amaral (0,35%), Bia Cavassa (0,30%) e Dagberto

Leia mais »

Eleições 2022: veja pesquisa para o Senado em MS

Licenciada do mandato de deputada federal para comandar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias é a preferida dos eleitores na disputa pela vaga de Mato Grosso do Sul no Senado, em 2022. Filiada ao DEM, em consulta estimulada do Instituto Ranking Brasil Comunicação e Pesquisa, ela tem 10,05% das intenções de voto. A vaga em disputa será aberta com o fim do mandato da senadora Simone Tebet (MDB), provável candidata à reeleição. De acordo com a amostragem , Simone ocupa o terceiro lugar das intenções de voto para o Senado. Está atrás

Leia mais »

Instituto Ranking crava pesquisa em Sidrolândia

Com uma história de acertos em pesquisas eleitorais, o Instituto Ranking acertou na mosca o resultado da eleição Suplementar em Sidrolândia-MS dando a vitória a prefeita Vandinha Camilo (PP) com 52,25%. O resultado oficial das urnas foi 52,40% e Enelvo Felini com 47,60%, ou seja, a diferença entre a pesquisa divulgada e o resultado final foi pequena. https://rankingpesquisa.com.br/noticias/3427/ O Instituto Ranking teve que concentrar esforços para conseguir colher os dados na zona rural (Assentamentos) e aldeias do município de Sidrolândia, que fica a 65 KM da Capital. Encontrar o perfil do eleitorado revelou-se um desafio, mas necessário para o acerto

Leia mais »

Pesquisa da eleição em Sidrolândia: veja os números

Pesquisa do Instituto Ranking Brasil divulgada no início deste sábado (12/02/2021) aponta os seguintes percentuais de intenção de votos válidos para a eleição suplementar do município de Sidrolândia-MS: Vandinha Camilo (PP): 52,25%Enelvo Felini (PSDB): 47,75% O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos. Votos totais estimulada:Vandinha Camilo (PP): 48,14%Enelvo Felini (PSDB): 44,00%Branco/nulo/indecisos/não sabe/não respondeu: 7,86% Rejeição estimulada:Enelvo Felini (PSDB): 31,43%Vandinha Camilo (PP): 24,87%Branco/nulo/indecisos/não sabe/não respondeu: 43,70% Sobre a pesquisa:Margem de erro: 4,40% para mais ou para menos;Quem foi ouvido: 700 eleitores

Leia mais »

Pesquisa: Lula e Bolsonaro polarizam preferência de eleitores na sucessão presidencial

Se as eleições fossem hoje, dois candidatos estariam dominando a grande maioria das preferências do eleitor: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o atual chefe da Nação Jair Bolsonaro (sem partido). É o que aponta a consulta mais recente do Instituto Ranking Brasil Pesquisa, mantendo cenário semelhante ao demonstrado nos levantamentos anteriores deste ano. O petista lidera em todos os cenários simulados pela pesquisa, mas dentro da pontuação que configura empate técnico. Na consulta espontânea, Lula aparece com 21,30% e Bolsonaro com 18,23%. Os outros possíveis rivais não ameaçam: Ciro Gomes (PDT) é o terceiro, com 1,73%.

Leia mais »

Rejeição ao governo Bolsonaro volta a bater recorde; veja os números

Com 60,17% de reprovação, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem este mês sua pior pontuação desde que o Instituto Ranking Brasil começou a consultar a avaliação dos brasileiros sobre seu maior dirigente. Apenas 37,93% o aprovam e 1,90% não sabem ou não responderam. Em outro quadro, os que o consideram ótimo ou bom são 27,37%, enquanto para 51,00% ele é ruim ou péssimo e regular segundo 19,03%. Não sabem ou não responderam 2,60%. Entre os dias 1º e 04 de junho o Ranking fez 3.000 entrevistas por telefone em 163 municípios, assim distribuídas: 15,06% na região Sul, 42,55% no

Leia mais »

Opiniões dos brasileiros sobre os impactos da pandemia; veja a pesquisa completa

Um levantamento nacional realizado pelo Instituto Ranking Brasil constata que, apesar dos impactos danosos provocados pela pandemia, os brasileiros demonstram confiança na superação das dificuldades em curto prazo. O instituto quis saber como estará a situação econômica e social do País até o final do ano. A maioria (31,70%) respondeu que estará melhor. Os que dizem que estará pior são 27,37% e 34,83% acreditam que tudo continuará como está. Não responderam ou não sabem 6,10%. Ainda com a pandemia como pano de fundo, os entrevistadores perguntaram se todos os brasileiros estarão vacinados até o final deste ano. Responderam que sim

Leia mais »

Pesquisa aponta quais as instituições de maior credibilidade no Brasil

Levantamento realizado pelo Instituto Ranking Brasil revela a opinião dos brasileiros sobre o grau de confiabilidade nas instituições públicas e civis. Segundo os entrevistados, as instituições mais confiáveis são o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Assistência Médica de Urgência (Samu), com 25,10%. Em seguida, com 16,23%, as igrejas e líderes religiosos (padres, pastores e outros). As Forças Armadas (15,70%) estão em terceiro nesse ranking, à frente das polícias (Federal, Civil e Militar) com 13,63%; os meios de comunicação (11,67%); o Judiciário (8,30%); os Correios (6,77%); as empresas (5,33%). Foram citados ainda os poderes (Executivo e Legislativo), com 4,47%.

Leia mais »

Os problemas se repetem em Campo Grande, Capital do Mato Grosso do Sul

Campo Grande vivencia diariamente vários problemas estruturais, afirma o cientista político Antônio Ueno, coordenador da mais recente pesquisa de opinião realizada em Campo Grande. O Instituto de Pesquisa Ranking Foi o responsável pelos dados coletados no município. No levantamento a população apontou como os maiores problemas de Campo Grande, a geração de emprego e renda: 23%, seguido da falta de vacinas para a Covid (21,25%). Também aparecem com destaque a falta de vagas nos hospitais (18,17%), falta de ajuda social (17,08%), fechamento do comércio (16,92%), excesso de decretos do prefeito (14,33%), os impostos (12,83%) e a falta de incentivo às indústrias (10,00%).

Leia mais »

Pesquisa: veja os vereadores mais bem avaliados de Campo Grande

Os vereadores mais bem avaliados em Campo Grande pelo Instituto Ranking Pesquisa foram o Presidente Carlão Borges (4,08%), e na sequência o Professor Riverton (3,42%), Tiago Vargas (3,25%), Professor Juari (3,17%) e Otávio Trad (3,08%), todos acima de 3%. Acima dos 2% foram citados os vereadores Junior Coringa (2,83%), Ayrton Araújo (2,67%), Valdir Gomes (2,50%), Papy (2,43%), João Rocha (2,17%) e Clodoílson Pires (2,00%). Pela ordem, os vereadores acima de 1%: Marcos Tabosa (1,83%), Camila Jara (1,75%), Coronel Villasanti (1,57%), Ronilço Guerreiro (1,42%), Zé da Farmácia (1,30%), Delei Pinheiro (1,25%), Gilmar da Cruz (1,17%), Sílvio Pitu (1,08%) e Edu Miranda (1,00%). Não

Leia mais »